quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Pela reacção de alguns ricos ao anúncio de José Sócrates, pelos vistos a medida não é demagógica

Ninguém tem dúvidas que em Portugal cresceu exponencialmente o número de ricos e numa proporção maior a chamada classe remediada empobreceu. E obviamente para que uns beneficiassem enriquecendo, teriam outros de empobrecer. Os benefícios fiscais que têm sido concedidos aos ricos através das suas empresas têm sido contestados há muitos anos pela classe média que são o sustentáculo da receitas fiscal do País. Disto toda a gente tem consciência. O 1º. ministro quando recentemente anúncio que iria penalizar os ricos, os partidos da oposição classificaram a medida de demagógica como se efectivamente fosse impossível por os ricos a pagar mais impostos por até aqui foram sempre beneficiados. Já apareceram as primeiras reacções e pelas mesmas se pode concluir que afinal não é uma medida demagógica, alguns ricos estão já preocupados com o facto de poderem ser penalizados e em consequência disso o seu nível de enriquecimento passar a registar um menor índice face ás medidas que poderão ser adoptadas no sentido de os penalizar com a carga fiscal. Neste aspecto pode-se aplicar a máxima de ser-se preso por ter cão e por não o ter.

4 comentários:

Passaro Azul disse...

Que feliz reencontro!
Tinha-te perdido.
Tão perto e tão longe! Mas os meus vôos têm estas coisas.
Reencontrar-te é mais uma forma de me sentir feliz.
Parabéns por continuares com tão sérios textos em que temos mesmo que pensar e sobretudo atentar em cada palavra sábia que escreves.
Abraço-te com saudade.

AP disse...

Esta é a melhor forma de captar a esquerda perdida e recuperar a maioria absoluta.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul

Ver para crer como S.Tomé. É que no momento presente muitas são as palavras e poucas as obras se olharmos para os resultados práticos.
Também sei que o tempo é de crise e que ninguém governou com tamanhas dificuldades. A oposição usa cada vez mais tudo o que lhe aparece como arma de arremesso.Alternativas?

Abraço

Å®t Øf £övë disse...

Raúl,
Ainda estou para ver se essas medidas serão realmente alguma vez postas em prática.
Abraço.