sexta-feira, novembro 12, 2010

Esta está de morrer a rir


José Sócrates consulta uma vidente:
A vidente concentra-se, fecha os olhos e diz:
- Vejo o senhor a passar numa avenida, num carro aberto, e o povo a acenar.
Sócrates sorri e pergunta:
- Essa multidão está feliz?
- Sim, feliz como nunca!
- E o povo corre atrás do carro?
- Sim, à volta do carro, como loucos. Os polícias até têm dificuldade
em abrir caminho.
- As pessoas carregam bandeiras?
-Sim, bandeiras de Portugal e faixas com palavras de esperança e de um
futuro melhor.
- A sério? E as pessoas gritam, cantam?
- Gritam frases de esperança: 'Agora sim!!! Agora tudo melhorará! '
- E eu, como é que reajo a tudo isso?
- Não dá pra ver.
- Porque não?
- Porque o caixão está fechado...
 
 

1 comentário:

Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Um dia, virá...

Não desejo a morte

a nenhum ingenheiro,

mas um dia, esse,

irá pró caixote do lixo

da História.

Forte abraço.