sábado, abril 30, 2011

A realidade no futebol e os excelentes resultados obtidos pelo FCP anos consecutivos obrigam-nos a reflectir

Sou benfiquista desde que me conheço e o comportamento irregular da equipa que tem representado o meu clube, levou-me a esta reflexão. Todos os jogadores que antes jogaram quer no SLB quer no SCP e que nem num nem noutro se destacaram entre os demais e foram contratados por Pinto da Costa passaram a dar uma mais valia ao FCP. Qualquer treinador que nos últimos anos tenha orientado tecnicamente o Porto, conseguiu resultados que lhe permitiram ganhar vários títulos. Alguns desses mesmos treinadores que passando por outras equipas não conseguiram nem têm conseguido os mesmos êxitos, estou-me a lembrar por exemplo de Jesualdo Ferreira, mais recentemente Vilas Boas e até o engº. Fernando Santos. Esta reflexão permite-me concluir que o mérito das vitórias do FCP, não assenta na qualidade dos técnicos nem dos jogadores embora sejam esses dois factores de relevante importância, mas sim o facto de o clube da cidade invicta possuir um presidente que não permite indisciplina no grupo de trabalho. Quero eu dizer com isto que os jogadores do FCP, tal como dos outros dois clubes adversários, o SCP e o Benfica, ganhando duma maneira geral príncipescamente, no Porto quando na proximidade de jogos de responsabilidade os jogadores não vão fazer noitadas nem desgastarem energias em farras para depois chegarem ao relvado já cansados e não conseguirem aguentar o ritmo do jogo. Ultimamente no caso dos jogadores do Benfica alguns após os primeiros 15 minutos de jogo apresentam sintomas de cansaço. Independentemente do diferencial de qualidade que possa existir entre os jogadores do Porto e os do Benfica é notório que os do FCP quando terminam a 1ª. parte empatados ou a perder, dão na 2ª. parte volta ao resultado porque não lhes falta e energia e a força para exercerem o seu futebol. E quanto a mim esse mérito deve-se exclusivamente ao presidente do Porto, que não permite veleidades aos seus jogadores exigindo-lhes as contrapartidas a que os seus altos salários mensais os obrigam. No Benfica e no Sporting, porque reina a indisciplina, isto é ninguém exige responsabilidades aos jogadores pelo seu mau desempenho dos jogos em que participam e o resultado está à vista.

1 comentário:

karlos disse...

e tudo treta ! não são os jogadores que dão a volta ao resultado esra provado que a fruta e os envelopes funcionam ..