segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Responsabilidade das autarquias, mas concerteza que sim

A forte chuva que se registou durante a madrugada provocou vários estragos e obviamente que as autarquias tal como afirmou o ministro do Ambiente, são as principais responsáveis por esse registo. É corrente assistirmos à construção de habitação em zonas ribeirinhas, aliás só não vê quem não quer e claro que quem as autoriza será no futuro responsável pelo eventual registo de uma queda de pluviosidade anormal, tal como nesta madrugada se verificou. De resto nenhum munícipe assiste ao longo do ano a serviços de manutenção e limpeza da rede de esgotos pluviais pessoalmente conheço várias sarjetas que pura e simplesmente com o acumular de resíduos resultantes da não limpeza ao longo de vários anos deixarem pura e simples de servir os objectivos por se encontrarem tamponados até à respectiva grelha. Para além disso muitas das vezes a própria rede de esgotos é mal planificada porquanto as manilhas que utilizam não possuem a devida dimensão para acautelar situações de queda pluviométrica anormal, situação que ultimamente se tem registado com alguma frequência. Ora se as condutas já de si são mal dimensionadas e não sendo limpas dos vários detritos que nelas ficam depositados ao longo dos anos, obviamente que cada vez mais as águas pluviais têm maior dificuldade em escoar dentro das mesmas uma vez estas estarem entupidas. E esta situação ainda é mais grave porque quem normalmente está obrigado a assegurar a construção das redes de esgoto domésticos e das águas pluviais, são as empresas de urbanização das respectivas áreas que são obrigadas pelas autarquias a fazê-lo. Mas esse facilitismo também todos temos a noção porquê que acontece.
Está tudo ligado aos esquemas que se continuam a registar nas Câmaras Municipais e cujos processos de inquérito terminam inconclusivos.

4 comentários:

Ludo Rex disse...

Se pensassem a sério no ordenamento do território nada disto acontecia.
Um Abraço

PintoRibeiro disse...

Mas não só, ou?...
Abraço,

Pedro disse...

Culpa das autarquias, mas não só. Para que servem tantos planos de ordenamento do territóro???

SILÊNCIO CULPADO disse...

É a triste realidade do país que temos, amigo
Um abraço