sexta-feira, setembro 28, 2007

Nariz artificial" permitirá encontrar tumores malignos

da Efe, em Jerusalém

Cientistas israelenses criaram um "nariz artificial" parecido com um telefone celular que permitirá descobrir em 30 segundos, por meio da respiração e do cheiro, tumores relacionados ao câncer e onde estariam localizados no organismo por meio de um sensor do tamanho da cabeça de um alfinete.

Segundo a edição de hoje do jornal "Yedioth Ahronoth", uma equipe de 17 pesquisadores do instituto politécnico da cidade de Haifa (Technion) desenvolve o novo dispositivo, que poderia começar a ser usado dentro de dois anos.

O projeto, testado com sucesso em pessoas durante sua fase experimental de laboratório, está sendo patenteado e conta com a ajuda de 1,7 milhão de euros (US$ 2,4 milhões) do Fundo de Pesquisas da União Européia (UE).

A atuação do "nariz que cheira o câncer" é simples: o paciente deve respirar em uma espécie de canudo ligado ao dispositivo que contém um sensor e uma tela e 30 segundos depois poderá saber o resultado do exame.

Segundo os especialistas, isso evitará no futuro exames como as biópsias e radiografias para detectar o câncer.

Na próxima semana, terá início em Israel uma primeira pesquisa em colaboração com o Departamento de Oncologia do Centro Médico Rambam (Maimônides) de Haifa na qual o sensor será testado em centenas de pessoas que sofrem de câncer e em indivíduos saudáveis.

Os cientistas israelenses disseram que os métodos atuais só conseguem detectar a doença quando o câncer já está em via de desenvolvimento ou desenvolvido, "mas isso pode ser mudado".

"Se fosse possível detectar o câncer a partir das primeiras células modificadas, o percentual de pessoas que podem sobreviver poderá aumentar até 90%", afirmou o médico Husan Jaiek, que lidera a equipe.

Jaiek disse acreditar que a pesquisa deve estar concluída em cinco anos

da Folha Online

Interessante esta descoberta israelita que vai evitar exames mais morosos e dispendiosos como aqueles que agora são utilizados para detecção de tumores malignos.


1 comentário:

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Bom fim de semana e um abraço.