domingo, abril 06, 2008

Gostos não se discutem mas sinceramente não consigo entender o porquê de tamanha procura

Como já o referi várias vezes o automóvel, é entre outras uma das minhas maiores paixões, mas nunca me fidelizei a nenhuma marca nem modelo, embora compreenda que existem pessoas que desde a sua primeira escolha se fidelizaram a determinada marca e alguns mesmo chegam até dentro dessa mesma marca comprarem sempre o mesmo modelo embora este vá sofrendo alterações e actualizações, tornando-o por vezes até menos agradável à vista quando modernizado.
Várias marcas que já haviam desistido de fabricar certos modelos entenderam baseados num certo saudosismo, voltar a fabricá-los foi o caso do Mini, que julgo não traduzir nenhum sucesso de vendas, foi o do Volkswagen Carocha, também não conseguiu ser um sucesso de vendas e a Fiat resolveu lançar e já está no mercado o FIAT 500. Em relação ao Mini, automóvel com o qual nunca simpatizei minimamente por ser muito baixo e algo incómodo, do ponto de vista de qualidade deixava muito a desejar. O seu grande problema eram as rótulas o que o obrigavam a visitar a oficina com uma frequência fora do normal. Ou seja não tinha um carroceria agradável, era extremamente incómodo e quanto a fiabilidade não tinha nenhuma. Tive em 1967 um Carocha comprado usado era um 1.3 e sinceramente assim que pude desfiz-me dele. É certo que já tinha uns anitos e estava mal conservado, mas não havia semana que não tivesse que ir com ele à oficina, face aos sucessivos problemas de carburador e distribuidor. A FIAT como sabemos esta a passar uma fase em termos de vendas dos seus modelos bastante complicada dado que os indíces de satisfação automóvel foram sempre unânimes em referir a medíocre qualidade dos automóveis que produzia. Resolveu então agora voltar a fabricar o FIAT 500 que segundo várias revistas da especialidade afirmam, a nível mundial estão esgotados todos os stocks de produção existindo listas de espera. Sinceramente não consigo compreender esta procura por um automóvel de configuração apenicada e os que dispõem de tecto de abrir a semelhança não poderia ser mais real. Mas gostos são gostos e como não se discutem vamos aguardar então pelo sucesso de vendas deste revivalismo o qual em relação aos dois anteriores modelos aqui referidos não traduziram qualquer sucesso de vendas.

2 comentários:

Ditaur disse...

See Please Here

Å®t Øf £övë disse...

Raul,
Podem estar esgotados todos os stocks de produção do Fiat 500. Falta é saber a que numeros se referem eles. Talvez sejam apenas umas poucas centenas, mas eles dizem que está esgotado para assim procurarem criar uma maior procura, e um maior interesse.
Abraço.