domingo, setembro 28, 2008

Pacheco Pereira a partir do momento que assumiu o apoio jornalístico à lider do PSD passou a comer os seus próprios girinos que produz

E a demonstrá-lo está o facto de ter atacado ferozmente o lançamento no mercado do computador Magalhães, no qual tanto se empenhou o 1º. Ministro e que contrariamente ao fracasso que ele Pacheco Pereira profetizou, teve segundo as filas de espera de 5 horas por parte de interessados em adquiri-lo, um enorme êxito. Ficou pois Pacheco Pereira empanturrado com os seus próprios girinos que ele produziu face ao fracasso a que correspondeu a sua previsão, o que poderá pois significar que não será com este tipo de ajuda na desacreditação do 1º. Ministro que a líder da sua preferência vá muito longe.

4 comentários:

Pedro disse...

Pensarmos que o sucesso do Magalhães se mede pela lista de espera do mesmo é, no mínimo, de uma grande ingenuidade.
Todos os miúdos e, sobretudo, os pais querem o Magalhães porque é barato e, para alguns, gratuito. De resto, seria interessante vermos até que ponto é que o Magalhães será mesmo potenciador da melhoria da aprendizagem dos conteúdos que se aprendem na escola...

contradicoes disse...

Relativamente aos efeitos pedagógicos
até poderá ser que não sejam assim tão visíveis como se espera, mas meu caro, julgo que a avaliar por alguns compradores idosos será esta uma oportunidade que muitos terão de aceder a preço relativamente módico a um equipamento que continua a não estar acessível a todas as bolsas. Por conseguinte quanto mais não seja existe esse mérito, para não falar na venda deste equipamento conforme foi contratado à Venezuela.

AP disse...

Uma coisa é o seu sucesso comercial, logo quantitativo, outra coisa é o seu sucesso qualitativo, ou seja na prática. Vamos aguardar.

Å®t Øf £övë disse...

Raúl,
Estes políticos na minha opinião não têm credibilidade nenhuma porque não são capazes de ser justos. Vêm sempre as coisas boas como as que vêm do seu lado, e tudo o resto não tem valor. São todos iguais.
Abraço.