domingo, outubro 01, 2006

Brasil exporta tecnologia bicombustível à Europa

da Folha de S.Paulo

O nome "Bresil" foi pronunciado, na quinta-feira, dia de abertura do Salão de Paris à imprensa, três vezes. Primeiro foi o presidente da Citroën, depois o da Peugeot e, por fim, o da Renault. O motivo era um só: a tecnologia brasileira de carros flex chega à Europa em 2007.

Os modelos bicombustíveis serão os mesmos que circulam no Brasil: Citroën C3, Peugeot 206 e Renault Mégane. A diferença é que não poderão rodar apenas com álcool, mas irão consumir uma mistura de 85% de etanol e 15% de gasolina.

"O Brasil está na frente de muitos países no uso do "flex fuel". Nossa competência local vai ser colocada à disposição do grupo", afirma Jérôme Stoll, presidente da Renault do Brasil, onde também há Clio Flex.

Carlos Ghosn, presidente mundial da companhia, também anunciou que os veículos comerciais Master e Trafic rodarão com biodiesel --tecnologia brasileira-- ainda neste ano.

"Em 2009, metade dos nossos veículos a gasolina comercializados na Europa poderão funcionar com uma mistura de gasolina e etanol", afirmou ele, que é nascido no Brasil.

Também inspirada na experiência brasileira, a Fiat exibiu o Multipla Multi-Eco, que pode usar gasolina pura, gasolina com etanol ou metano. A emissão de poluentes cai 40% com o combustível vegetal.

da Folha Online

E nós vamos continuar à espera de opções alternativas aos produtos derivados do petróleo, para patrocinar-mos o lucro sempre crescente da GALP. Quando será que os nossos governantes incentivam a Anecra a colocar no mercado veículos movidos a GPL ou etanol, sem que seja necessário os proprietários dos mesmo terem de fazer essa opção. Claro que estas alternativas não interessam sobretudo ao governo porque elas embora sejam mais amigas do ambiente não são da receita do Estado por passará a arrecadar menos visto que o Imposto Automóvel desce.

2 comentários:

Daniela Mann disse...

A continuação de um bom domingo Raúl.

_____888___88888888___8888
___888888_8888888888_888888
___888888888888888888888888
___888888888888888888888888
____8888888888888888888888
_____88888888888888888888
_______8888888888888888
_________888888888888
______________**
____####______**______####
___#######____**____#######
____#######___**___#######
_____######__**__######
________#####_**_#####
__________####**####
___________###**###
____________##**##
_____________#**#___________

augustoM disse...

De acordo. Tudo que não der receitas ao Estado não é ecológico. Somos mesmo uma república das bananas.
Um abraço. Augusto