quinta-feira, agosto 14, 2008

A líder do PSD afinal não é tal como afirmaram muitos dos seus apoiantes o elo de ligação do partido

Ninguém tem dúvidas que existiram no seio do PSD tendências nas suas bases para várias das candidaturas que se apresentaram no último congresso, para a eleição do novo líder. E contrariamente ao que muitos dos barões do partido afirmaram Manuela Ferreira Leite está longe de ser a líder conciliadora da cisão do partido e a prová-lo está a reacção que alguns destacados membros tiveram face à sua não participação da festa do Pontal. Mas não é a primeira vez que tal acontece o que reforça a ideia de que efectivamente Manuela Ferreira Leite além de não ser uma líder consensual está longe de ser a reconciliadora das diversas tendências existentes no partido que lidera. E isso permite-nos concluir que aquando das próximas eleições legislativas haverá militantes do partido que no secretismo da deposição do seu voto, ou o farão em branco não a favorecendo ou em revanche votarão no PS por se reverem na linha de governação de José Sócrates, não precisando este de se preocupar muito com a próxima campanha eleitoral uma vez que muitos dos militantes e simpatizantes do PSD desagradados com atitudes assumidas pela actual líder ou se absterão de votar ou se o fizerem escolherão outras alternativas.

1 comentário:

AP disse...

Os portugueses preocupam-se muito com a forma e pouco com o conteúdo.
Será que é a sua não participação numa festa que invalida a sua capacidade de governar este país?
Este caso mostrou como continuamos a ser mesquinhos e a fugir às questões essenciais. Agradeçam aos nossos extraordinários jornaleiros.