sábado, agosto 09, 2008

A razão porque este construtor de automóveis continua a crescer quando outros vão falindo

Segundo a revelação dum Estudo sobre a fiabilidade automóvel, a LEXUS a marca de luxo do fabricante japonês Toyota, pelo 14º. ano consecutivo arrebata o 1º. primeiro na fiabilidade dos vários modelos desta marca, ganhando prémios nas suas seis gamas. Ainda segundo este mesmo estudo as cinco marcas com pior pontuação foram a SAAB com 254 pontos, a Izuzu com 274, a Kia com 278 a Suzuki com 302 e a Land Rover com 344. A Toyota conquistou ainda o segundo lugar na fiabilidade automóvel com os seus 5 modelos Highlander, Prius, Rav 4, Sequoia e Tundra. Ora aqui está a explicação do porquê que o fabricante de automóveis japonês ao invés da maioria dos construtores de automóveis que estão uns em grave crise outros mesmo em falência face à sua acentuada quebra de vendas de veículos, vai aumentando as suas vendas fugindo à crise porque passam os demais fabricantes. E isto porque a sua preocupação é apostar na qualidade do seu produto o que não acontece com muitos outros fabricantes que agora estão a sofrer as consequências da sua filosofia. De resto veja-se que a Toyota presentemente no nosso País para os modelos Auris e Yaris está a oferecer uma garantia de 7 anos ou 160.000 quilometros.



3 comentários:

AP disse...

Não é só no mercado automóvel que os japoneses estão muito à frente. As suas praticas de gestão são no sentido da responsabilidade social e do crescimento sustentável. No livro de Henry Minzberg, Gestores não MBA's, está uma historia muito elucidativa passada numa universidade japonesa, com estudantes ocidentais de mestrado. O professor pergunta ao estudante qual o objectivo de uma empresa, ele responde: criar valor accionista. Ao qual o professor responde: se é esse o objectivo contratem-se os accionistas para gerir e vocês vão-se embora!
Mais claro, impossível!

contradicoes disse...

Por isso é que eles crescem e estão economicamente fortes pese embora a crise mundial que obviamente também ali se reflecte. Sem dúvida que a reacção do professor foi muito oportuna. E enquanto nós continuar-mos a apostar no modelo económico americano o resultado é cada vez mais catastrófico.

Camilo disse...

Portanto, Amigo "Contradições"...
A "mentalidade" da Toyota nada tem a ver com a dos "empresários" nacionais...
Infelizmente...!