quinta-feira, março 02, 2006

As irreverências do Telmo

De pequena estatura
Se fez um Telmo empinado
Mas só tem a envergadura
Dum qualquer mal educado

Julga-se ser o maior
Interprete duma política
Não passa dum sargento-mor
Na matéria que critica

Meteu-se com um senhor
Duma elevada estatura
Já era então professor
Fazendo ele triste figura

Para quê tanta diabrura
Se este tacho vai acabar
Que o partido já não dura
Nem ninguém nele, irá votar

Será na próxima legislatura
Que este partido desaparece
Por falta de envergadura
Ninguém quer saber do CDS

1 comentário:

Menino Mau disse...

blog interessante.vou polo nos meus favoritos!grande abraço!