quarta-feira, abril 25, 2007

Acabei de assistir agora à transmissão duma reportagem na RTP1 sobre crianças maltratadas que se encontram no Hospital Amadora-Sintra

Fiquei deveras impressionado com as imagens passadas dessas crianças maltratadas e ocorreu-me de imediato perguntar. Afinal onde é que estão os defensores da vida da campanha do "Não" ao aborto, para protegerem essas crianças e assumirem através das suas instituições de acolhimento, se é que as possuem, para tomarem conta delas. Fartaram-se se pregar moralidade e agora e até antes ou seja quando surge a necessidade de crianças maltratadas serem acolhidas por instituições particulares de solidariedade ninguém aparece e deixam que seja o Estado a ter de assumir essa responsabilidade. Não serão estas e outras as provas suficientes para podermos nós os que defendemos o sim à despenalização continuar a afirmar estarmos perante a sua hipocrisia. Ou alguém tem dúvidas e necessita de mais provas.

5 comentários:

Dad disse...

E eu acabei de ler os bons artigos que aqui tem postados.
Gostei do que li.
Para si um beijinho e um abraço com os votos de que os ideis de Abril não morram e, muito pelo contrário, fiquem mais definidos, para o bem de todos nós.

Paulo Sempre disse...

"As criança do futuro, por nascer,
Quando página tal puderem ler,
Saberão que nos tempos do passado
Um crime o doce "amor" era julgado"
(Willam Blake)
Abraço

PintoRibeiro disse...

Sem tempo, a correr, passei para deixar um abraço, e ler um post e reler,

Manuel disse...

Nunca ninguém teve dúvidas meu amigo, nem aqueles que só defendiam o que os seus patrões de partido ordenaram.
Por outro lado: 33 anos depois de Abril ainda há disto? É isto que ELES chamam a "Democracia"?

Um @bração do
Zecatelhado

Opintas/Bernardo disse...

Bom fim de semana e um abraço.