segunda-feira, abril 02, 2007

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo jornal China Daily indica que 30% dos casais de meia-idade na China desistiram de ter uma vida sexual



Marina Wentzel
de Hong Kong


e aponta as pressões económicas e familiares como a principal razão por trás da falta de “clima” entre eles.

Mulher passa por sex shop na China

O levantamento conduzido em parceria pelo laboratório norte-americano Eli Lilly e pela China Population Comunication Centre sondou 32.906 pessoas, das quais 24.261 concordaram em revelar detalhes de sua intimidade.

A pesquisa realizada em dez grandes cidades descobriu que 76% dos entrevistados estão frustrados com a própria vida sexual. Ao todo foram compiladas respostas de 13.758 homens e 10.503 mulheres.

O estudo pioneiro concluiu que a libido anda baixa não apenas entre os adultos, mas também entre os jovens, uma vez que 25% dos entrevistados com menos de 30 anos disseram já não querer mais saber de sexo.

Intimidade

Entre os adultos de meia-idade a falta de comunicação e intimidade foram apontadas como as principais razões para o desinteresse sexual.

Segundo 37% dos entrevistados, discórdias sobre dinheiro, educação dos filhos e cuidados com os pais acabam com o diálogo na relação e consequentemente com o desejo.

O pudor é outro ingrediente exposto na pesquisa, 41% admitiram se beijar em casa somente quando as crianças não estão por perto.

Além disso, 45% dos casais relataram que o marido enfrenta problemas de disfunção eréctil.

“Por causa da grande pressão de se ter uma família e uma carreira hoje em dia, a disfunção sexual está afectando cada vez mais homens de meia-idade”, explicou o especialista da Associação Chinesa de Sexologia Qui Xiaolan ao China Daily.

Ainda de acordo com a pesquisa, 46% dos entrevistados disseram que ter uma vida sexual satisfatória é a melhor maneira de promover a intimidade entre um casal, mas a maioria dos casais reconheceu que o sexo piorou depois do casamento.

da BBC Brasil

Pelos vistos isto não é só um problema no nosso País, outros como neste caso a China também se confronta com ele.

2 comentários:

Neo disse...

Pelos vistos isto não é só um problema no nosso País, outros como neste caso a China também se confronta com ele.

Na China o problema é bem antigo e bem pior, lá a pressão para ter família e ter sucesso é esmagador, trabalham até à exaustão e em relação ao sexo têm muito preconceitos (quase que se chega ao extremo de só servir para procriar). Para além do regime do país ser do mais opressivo e restrito que há.
Um Abraço :)

augustoM disse...

Não se pode ter tudo. Quando se gasta muita energia numas coisas vai faltar noutras. Sexualmente falando os chineses nunca foram exemplo para ninguém, pois a mulher nunca foi mais do que uma sexy shop realmente. A sua condição de serva não vai desaperecer de um dia para outro, só porque existem mais uns cobres para gastar. Ela ainda se está a habituar ao modernismo e ele a habituar-se a uma mulher moderna.
Vão precisar de mais algum tempo para aprenderem a gostar de "marmelada"
Como vai a tua saúde? Já está tudo resolvido?
Um abraço. Augusto