quarta-feira, junho 20, 2007

Chegou a altura meus amigos de nos constituir-mos em Movimento Cívico dos Abstencionistas Portugueses

Sou um eleitor desiludido e passarei a partir de agora a fazer parte daquele número já expressivo de portugueses que pura e simplesmente não contribuem para patrocinar a eleição seja lá do que for ou de quem for, porque e muito bem, tenho de reconhecê-lo, perderam a confiança nos políticos.
E é por essa razão que venho através deste post sugerir a constituição dum Movimento Cívico dos Abstencionistas Portugueses, com vista a obrigar face à já existente representatividade de quem não vota, obrigar os actuais partidos políticos ou melhor os seus representantes a alterarem a Lei Eleitoral de molde a que se acabe duma vez por todas com o escândalo que tem sido os partidos elegerem deputados pelos círculos eleitorais por onde são propostos, independentemente da taxa de abstenção registada. Vamos a isto caros amigos. Já é hora de acabar-mos duma vez por todas com a manutenção desta escandalosa situação que apenas serve os militantes dos partidos que disputam o poder e os quais através de afluências às urnas cada vez menores conseguem obter maiorias absolutas e governarem contra o povo que os elege colocando-se por razões do seu interesse pessoal e familiar ao serviço dos exploradores que se apoderaram do País logo após o 25 de Abril. Vamos a isto que amanhã pode ser tarde.

1 comentário:

João Rato disse...

Na minha opinião o abstencionismo interessa e serve a estratégia dos partidos do regime!
Nunca me abstenho, há sempre um pequeno partido em quem votar... mesmo que não expresse a nossa opinião, serve como escape de protesto...
E se por acaso sentir que ainda assim, está a servir outras estratégias, há sempre o voto em branco!
Ficar em casa nunca, isso é o que eles querem para contabilizarem maiorias e falsas legitimidades!
Votar! Votar! Votar sempre!