sábado, junho 30, 2007

O novo Imposto Automóvel que entra em vigor a partir do dia 1 do próximo mês é uma fraude do ponto de vista da pretensa protecção ambiental

Pois bem. Já tinha abordado esta questão no congeminações, mas porque entretanto já consultei mais dois representantes de automóveis novos, posso afirmar sem receio de ser desmentido que nenhum deles se dispõe a pedido do cliente a realizar a transformação para GPL o carburante mais amigo do ambiente. São peremptórios na afirmação. Não fazemos essa transformação ainda que o cliente se disponha a pagá-la porque o fabricante não permite por razões de manutenção da garantia do veículo. Face a esta indisponibilidade dos representantes das marcas de automóveis, que o governo sabe muito bem existir, ocorre questioná-lo para quê afinal a revisão do Imposto ao Automóvel baseado no argumento de penalizar os automóveis poluidores se, um cliente que pretenda adquirir um automóvel novo, antes que este seja matriculado pretenda que seja alterado o carburante (gasolina) para um menos poluidor (GPL) para assim também beneficiar do desagravamento deste imposto, quando é confrontado com a impossibilidade dessa transformação ser assegurada pelo importador.
É ou não, mais uma fraude o argumento utilizado para aumentar ainda mais o Imposto Automóvel, uma vez não ser aceite a transformação dos automóveis pelos seus representantes. Mais podemos ainda questionar o governo desta forma. Se porventura alguém que se disponha adquirir um automóvel novo, mesmo correndo o risco de perder a garantia do fabricante, depois de o levantar do stand e pagando o imposto automóvel
correspondente ao seu funcionamento a gasolina, o mandar transformar para funcionar a GPL, o Estado devolve-lhe o diferencial do imposto?
Claro que não porque isso não está contemplado no diploma agora publicado.
Estamos ou não estamos em presença duma fraude argumentativa que serviu de suporte à aprovação recente do novo diploma que revê o Imposto Automóvel, agravando-o substancialmente. E o ambiente face a esta recusa dos importadores de automóveis não vai sofrer qualquer melhoria.

4 comentários:

sonia r. disse...

Um bom fim de semana.

PintoRibeiro disse...

Bom domingo, abraço.

Me Hate disse...

Creio que esse dito imposto automovel SEMPRe foi uma fraude/roubo organizado, este é só e apenas a hiperbole do anterior...

PintoRibeiro disse...

Boa semana. Sem muito tempo ( e com muitas dores ). Um abraço.