terça-feira, junho 13, 2006


Um estudo americano com
mais de 125 mil homens e
mulheres feito ao longo de
20 anos descobriu que o
risco de cirrose alcoólica
diminui a cada xícara de
café bebida por dia.

O estudo liderado pelo Dr. Arthur Klatsky para a Divisão
de Pesquisa da Kaiser Permanente foi publicado pela
revista médica Archives of Internal Medicine.

Foi descoberto que beber menos de uma xícara de café por
dia reduz o risco de cirrose alcoólica em 30%; de uma a
três xícaras em 40%; e quatro ou mais xícaras em 80%.

Houve também uma redução não-significativa no
aparecimento de outros tipos de cirrose - não associadas
com álcool - em pacientes que bebiam café.

Risco reduzido

Os pesquisadores da Califórnia analisaram o histórico
médico de pacientes que fizeram exames voluntariamente
entre 1978 e 1985.

Em 2001, 330 destas pessoas foram diagnosticadas com
cirrose hepática, das quais 199 tinham cirrose causada
por bebidas alcoólicas.

Para analisar os danos ao fígado, a equipe de pesquisadores
mediu a quantidade de certas enzimas no sangue. Como
esperado, o nível de enzimas era muito mais alto nas
pessoas que bebiam grandes quantidades de álcool.

No entanto, aqueles que bebiam álcool e café tinham níveis
mais baixos do que os que não ingeriam café.

Os pesquisadores disseram que ainda não têm certeza de
que a cafeína é responsável pelo resultado, já que estudos
mostraram que o chá não foi associado à redução do risco
de cirrose.

A identificação da substância responsável abriria caminho
para a produção de um remédio capaz de prevenir a
doença e poderia ajudar a aumentar o conhecimento sobre
o funcionamento das doenças de fígado.

Os efeitos do álcool

Na publicação, o Dr. Arthur Klatsky, chefe da pesquisa na
Califórnia, afirmou que: "Mesmo que o café funcione como
proteção, a primeira medida para a redução da cirrose
alcoólica é evitar beber álcool em grandes quantidades."

"A pesquisa sugere que a ingestão de café pode explicar as
variações no risco de cirrose em consumidores de álcool.
Os estudos sobre a interação café-etanol têm fundamentos
sólidos, mas devemos ter em mente que o café pode ser
apenas um de vários moduladores de risco para a cirrose",
diz ele.

da BBC Brasil

Os alcoólicos pelos vistos estão safos a partir
desta conclusão vão passar a beber mais café
para evitar o risco de cirrose

1 comentário:

Rui disse...

Ora, ainda bem que de quando em vez há boas noticias. Não sendo dependente de nenhuma das duas substancias, fico contente porque gosto muito de café, tal como gosto de todas as coisas boas. Fica no entanto o aviso: "O consumo de café para além do razoável pode ser tambem prejudicial à saúde, nomeadamente ao funcionamento do sistema hepático". Como dizem: "Nunca há bela sem senão" e "Tudo o que é bom é quase sempre imoral ou prejudica a saúde".
Um abraço:
Rui