quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Errar é humano, expressão que se usa com alguma
frequência mas não passa duma treta

Ninguém é infálível embora haja obviamente pessoas que
erram com mais frequência que outras. Curiosamente
ouve-se com bastante frequência a expressão errar é
humano e efectivamente outra expressão não se poderia
aplicar numa falha uma vez que as máquinas não erram
porque não estão programadas para errar.
E mesmo quando por vezes o erro acontece é sempre por
culpa do ser humano.
Todavia por vezes acontecem erros praticados por alguém
que no exercício duma função de chefia, tenta alijá-lo por
forma a remeter a culpabilidade para o seu subordinado.
Isto não é de hoje, nem de ontem, foi assim sempre.
Resta aquele para o qual se tentou sacudir como se
costuma dizer a água do capote não se deixar molhar por
ela e demonstrar com argumentos que efectivamente não
tem de assumir uma responsabilidade que não lhe cabe,
pois a falha não foi sua.

3 comentários:

Filipe disse...

Eu gosto mais

Acertar é humano

Errar também os animais erram e o que nos distingue deles é esta diferença, acertamos no que eles não conseguem acertar

martelo disse...

as máquinas podem falhar por avaria...o ser humano erra, mas o mais grave é quando não se dá a mão à palmatória...

contradicoes disse...

Mas quem não o prefere. Só que nem sempre o conseguimos e tal como afirma
o Hammer o importante é que saibamos reconhecer o erro cometido.