sábado, novembro 25, 2006

Pessoalmente não acredito que o passeio dos militares se traduza na punição dos seus participantes


Julgo que foi inteligentemente contornada pelos organizadores a manifestação que foi convocada para aquele dia e que não foi devidamente autorizada pelo Governo Civil de Lisboa. Face a essa proibição os organizadores, chamaram-lhe então um passeio por Lisboa, tal como acontece quando ex-unidades militares que prestaram serviço nas ex-colónias se junta em almoços de confraternização para recordarem esses tempos. As reportagens televisivas não mostraram da parte dos seus intervenientes que esse passeio se traduzia numa manifestação de descontentamento contra as medidas do governo com as quais os militares não concordam. Além do mais a maioria deles estão na situação de reserva como se pôde constatar e eles não estão abrangidos pelo RDM ou seja o Regulamento de Disciplina Militar. Por isso me parece um disparate o relevo que é dada
à tentativa de instauração de processos disciplinares aos participantes neste passeio
porquanto à maioria deles não pode ser aplicado o referido regulamento e obviamente serem por isso punidos.

2 comentários:

O Politicopata disse...

Concordo plenamente!

Paulo Sempre disse...

Concordo com tudo o que apresenta neste "post".