segunda-feira, agosto 06, 2007

O País político foi a banhos e o outro vai-se também banhando

Isto não deve acontece em qualquer outro país do Mundo. Agosto é o mês de preferência para a classe política ir a banhos, mas existe todo um universo de empresas privadas que normalmente encerram a sua actividade também neste mês proporcionando aos seus colaboradores o seu período de férias.
Esta opção já o ouvi a alguns empresários prende-se com o facto de o mês de Agosto ser o da preferência da maioria das pessoas que gostam de nele gozarem as suas férias balneares. Ora existe no universo laboral muita gente que não aprecia minimamente a praia gostando muito mais do campo. Mas estes não têm alternativa, como não vão a banhos por por não gostarem de praia só lhes resta irem para o campo ou ir para a terra dos seus progenitores. Se é certo que as empresas que se mantêm em funcionamento não tem capacidade de resposta no mês de Agosto para assegurarem a sua actividade, porque embora teoricamente ficam os serviços assegurados por 50% dos seus efectivos, regra geral não é bem assim porque desses 50% que seria suposto garantirem o funcionamento dos serviços, alguns adoecem e deixam de comparecer nos seus locais de trabalho, complicando e sobremaneira a vida dos colegas que ficam a assegurá-lo que não têm capacidade de resposta para assegurar de forma satisfatória as necessidades daqueles que os solicitam. Daí compreender que efectivamente as empresas que fecham no mês de Agosto para férias do pessoal talvez não estejam a ver mal o problema.

2 comentários:

Túlio Hostílio disse...

não é só em Portugal...na europa do sul é idêntico.....e mesmo nalguns países mais para norte...

martelo disse...

'e a proximidade das ondas...