terça-feira, maio 30, 2006

Os despeitados da política

Ficou bem visível ontem no programa Prós e Contras que
Medina Carreira é um despeitado e julga-se agora que não
ocupa qualquer cargo político capaz de resolver os problemas
económicos do País. Ele já foi governante e não nos deixou
qualquer marca em que se tenha destacado quer por uma
ideia ou medida no sentido de contribuir para o progresso do
País e muito menos para o equilíbrio das contas públicas que
como todos sabemos já é crónica e não tem tido ninguém à
altura de a sarar. A manifesta falta de ideias e sobretudo a
total ausência de soluções remete este tipo de académicos
economistas apenas e só à matéria compilada pelos
compêndios que serviram de base à sua licenciatura,
limitando o conhecimento que sempre tiveram sem terem
conseguido evoluir revelando capacidade para inovar.
Muitos de nós está ciente de que é exactamente esta
manifesta falta de capacidade e competência dos nossos
académicos economistas, nos leva a pensar que tão cedo em
Portugal não se vislumbrará uma luz ao fundo do túnel por
continuarmos dependentes de técnocratas que não passando
disso mesmo não nos inspiram confiança por não terem
soluções para os problemas do País. Daí esta unânimidade de
transformarem os trabalhadores da Administração Pública
nos bodes expiatórios da sua incapacidade e manifesta
incompetência.

2 comentários:

PreDatado disse...

Quem os ouve falar, nem parece que nos últimos 30 anos foram sempre eles a governar (falo eles, os PSDs e os PSs) e que portanto são efectivamente os únicos responsáveis pelo estado que isto chegou.

martelo disse...

abordei este assunto tocando no reaccionário...