sexta-feira, agosto 18, 2006

O encontro de Pontal reune o maralhal

Neste fim-de-semana o maralhal do PSD reune-se no Pontal para fazer uma avaliação obviamente negativa da acção do Governo do PS. Isto é, antes da sua realização já se conhecem as conclusões. Mas essas não vão alterar minimamente a tendência do eleitorado que continua a preferir segundo as últimas sondagens a actual força política que está em maioria no Governo. Vamos no entanto ficar a saber que continua a verificar-se uma certa dissidência nas hostes do PSD, face à liderança da actual direcção, significando que a tão apregoada estabilidade política no seio deste partido não corresponde à realidade.

3 comentários:

Macillum disse...

Hoje, a política, é igual à do sec. XIX. Consegue, porém, sujar mais longe, mais depressa e em maior quantidade. Já não se pavoneam pelo Chiado, pelos Restauradores, ou pela rua do Carmo, mas ainda é dada muita importância aos sítios e às pessoas com quem são vistos: é muito importante, nestes locais, aquilo que emanam de si mesmos, o seu estar. Depois palream em comícios, em jantares, em banquetes, em festas de homenagem, em recepções, inaugurações. Hoje, a política portuguesa já não possui aquele charme que transmitiam as primeiras modas republicanas, democráticas, parlamentaristas, liberais, humanistas, positivistas, racionalistas, iluministas: hoje vestem-se todos de igual: fato e gravata, o uniforme (forma única) do império da democracia capitalista. Como bons soldados, marcham todos ao mesmo ritmo, dando vida à máquina social instaurada. Faz lembrar uma qualquer metáfora de Pink Floyd. Onde estão os homens de garra que poderão agarrar o leme de Portugal e dirigir a nação a porto seguro? Mas qual porto seguro? O império estendeu-se a todo o mundo. Onde quer que vamos o estilo de vida das metrópoles é sempre o mesmo.Tudo é igual. Todo o mundo foi conquistado pela civilização bolsista, borucrática, fiscal e de controle a caminho de absoluto sobre cada cidadão. Desde o 25 de Abril que tem sido, ora PS, ora PSD, ora PS, ora PSD! não há alternativa política! Não há um homem, ou uma mulher com verdadeiro espírito de liderança, lider guerreiro amável, oriente próximo...

Há, sim: em cada um de nós!

martelo disse...

gostei do "maralhal" club...

Ludovicus Rex disse...

Devia-se chamar a Festa dos Culpados...