quarta-feira, janeiro 31, 2007

Aquecimento fará milhões de famintos e sem água neste século, diz estudo

O aquecimento global fará com que milhões de pessoas passem fome por volta de 2080 e causará grave falta de água na China, Austrália e em partes da Europa e Estados Unidos. O quadro faz parte de um estudo sobre o clima global divulgado, em partes, nesta terça-feira.

Segundo o relatório da Painel Intergovernamental para a Mudança Climática, até o final do século as mudanças climáticas trarão escassez de água para até 3,2 bilhões de pessoas, com um aumento médio de temperatura na ordem de 2ºC a 3ºC.

O texto completo deve ser divulgado só em abril. O estudo diz ainda que até 600 milhões de pessoas enfrentarão falta de alimentos até 2080. Países pobres, como os da África e Bangladesh, seriam os mais afetados, por serem os menos capazes de lidarem com secas e inundações litorâneas, também previstas pelos cientistas.

O Painel Intergovernamental foi criado em 1988 pela Organização Meteorológica Mundial e pelo Programa Ambiental da ONU para orientar as políticas globais sobre o aquecimento. O grupo deve divulgar na sexta-feira, em Paris, um relatório prevendo que até 2100 a temperatura média do mundo estará de até 4,5ºC acima dos níveis pré-industriais.

da Folha Online

Que extraordinárias expectativas de vida terão os nossos netos face a esta previsão. Terão toda a razão em nos acusar desta culpa

2 comentários:

Carlos a.a. disse...

Parece que os Estados mais poluidores começam a acordar, mas há sempre a ter em conta que dificilmente se travará a tendência uma vez que o que mais contribui para a emissão de dióxido e monóxido de carbono são os transportes rodoviários!
Abraço

martelo disse...

e que pode alguem que não fez parte desta desgraça dizer ao descendente?
a desordem mundial está instalada...