sexta-feira, novembro 23, 2007

Alguma blogosfera escolheu hoje o dia para entupir o "Abrupto"

Eu faço parte do conjunto de pessoas que já não conseguem nem ouvir nem ler Pacheco Pereira.
Se há posturas que me irritam solenemente nas pessoas é pensarem que são conhecedoras de todas os assuntos que abordam quer nas suas entrevistas quer nos seus artigos de opinião e sem dúvida este senhor faz parte desse vasto número de pessoas que se julga habilitado a discutir determinadas matérias sobre as quais o conhecimento que possui é o mesmo que qualquer um de nós. É pois pela sua enorme presunção que me leva a não ter paciência nem para o ouvir nem ler aquilo que escreve. Mas isso não me motiva a aderir ao bloqueamento proposto por alguns bloggeres ao seu "Abrupto", mas tal atitude leva-me a pensar tratar-se duma retaliação à postura do seu autor quando se permite rotular os blogues que não são da sua simpatia de lixo. Muito sinceramente estou-me lixando para tal apreciação, uma vez escrever por duas ordens de razão:
A primeira porque gosto de comunicar e esta é sem dúvida uma excelente forma.
A segunda porque tenho a convicção que não me limito a escrever só porque gosto, tenho algumas visitas a inteirarem-se das minhas abordagens e a deixarem os seus pontos de vista sobre as mesmas.
Daí achar absolutamente irrelevante a opinião de Pacheco Pereira quanto à catalogação de lixo blogosférico porquanto muitas outras pessoas têm opinião contrária à sua embora possam reconhecer que existe algum.

2 comentários:

Emiele disse...

Realmente o Pacheco Pereira, sendo ou não um decano aqui na blogosfera adopta uma atitude arrogante que irrita qualquer um.
Não entendi bem o tal movimento. Creio que não era para «entupir» o Abrupto, mas uma brincadeira como ele se queixava de ter sido ultrapassado por sites pornográficos ou lá o que foi, linkarem o Abrupto muitas vezes para lhe darem um empurrãozinho e ele lá ultrapassar esses ditos sites.
Foi o que entendi. Uma brincadeira trocista.

PintoRibeiro disse...

Eu também...