sábado, abril 08, 2006


Astrônomos da Universidade
da Califórnia, em Berkeley,
descobriram que um dos
anéis do planeta Urano é azul
– semelhante a um outro que
existe em torno de Saturno.


Os cientistas, que publicaram as suas descobertas na revista
Science, acreditam que forças que atuam sobre a poeira
deixam partículas pequenas flutuarem, enquanto as maiores
são atraídas pela lua do planeta.

Essas partículas menores refletem luz azul, o que explicaria
a tonalidade do anel.

Os únicos anéis azuis conhecidos no Sistema Solar estão em
torno de Saturno e Urano, os outros anéis conhecidos, ao
redor de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, têm uma
aparência avermelhada.

Há muito se sabia que o planeta Urano é cercado por anéis
de partículas de matéria negra. Em dezembro, dois novos
anéis, o décimo segundo e o décimo terceiro, foram
descobertos pelo telescópio espacial Hubble.

Astrônomos observaram os anéis também com o telescópio
infra-vermelho Keck, no Havaí.

Lua gelada

No entanto, o anel mais exterior e a lua gelada Mab não
podiam ser observados pelo telescópio infra-vermelho.

A explicação é que os anéis tinham uma cor azul brilhante,
algo raro no caso de planetas.

"A cor azul indica que este anel é predominantemente
formado por materiais de tamanho inferior a um mícron,
muito menor do que o material visto em outros anéis",
afirmou o professor Imke de Pater, que liderou o grupo
de cientistas.

As partículas microscópicas, menores do que um
milésimo da largura de um fio de cabelo humano, refletem
a luz azul da mesma forma que as moléculas do ar ao
redor da terra que fazem o céu azul.

O trabalho foi feito em colaboração com Mark Showalter,
do programa Busca por Vida Extra-Terrestre (Seti, na
sigla em inglês); Heidi Hammel, do Instituto de Ciência
Espacial; e Seran Gibbard, do Instituto Nacional
Lawrence Livermore, na Califórnia.

Os cientistas pretendem continuar as observações no
ano que vem, quando os tênues anéis de Urano devem
ficar mais visíveis.

da BBC Brasil

2 comentários:

zecadanau disse...

É uma filial do Porto, eh,eh,eh!

Um @bração do
Zecatelhado

Peter disse...

"As partículas microscópicas, menores do que um milésimo da largura de um fio de cabelo humano, refletem a luz azul da mesma forma que as moléculas do ar ao redor da terra que fazem o céu azul."

Extremamente interessante.