quinta-feira, abril 06, 2006

Paulo Portas faz parte dum vasto conjunto de portugueses
que não sabe usar da liberdade de expressão


Daí afirmar enormidades que elas próprias ferem a
Constituição não votada por ele nem por nenhum dos da
sua laia pretendendo agora alterá-la esquecendo-se que,
ele e todos os outros que a contestam, têm-se dela servido
em proveito próprio. Julgo não lhes reconhecer sequer o
direito de votarem a sua alteração, quanto mais a tão
pretendida revisão. Espero bem que a maioria parlamentar
não lhes proporcione essa possibilidade.

4 comentários:

Sofocleto disse...

Gostava de saber como enquadra a nossa constituição a compra efectuada por Portas de tralha militar americana, sem dar cavaco a ninguém. E por cuja transacção foi medalhado por Rumsfeld.

contradicoes disse...

Caro amigo. Este indivíduo nunca me enganou quanto aos seus verdadeiros ideais. Daí achar que ele deveria continuar nos EUA, para não nos afrontar com as suas inconveniências.
Digo-lhe mesmo que, já não tenho pachorra para este tipo de gajos.

PreDatado disse...

Obviamente, concordo consigo.

martelo disse...

podia de facto ter ficado nos states... será que ele tem "força" para "levantar" o partido?