sexta-feira, janeiro 27, 2006

Mãe enfrenta gravadoras nos EUA e mobiliza
internet
da Folha Online







Diversos internautas estão empenhados em ajudar
Patricia Santangelo, uma norte-americana mãe de cinco
filhos acusada de baixar músicas ilegalmente da internet.
Sem dinheiro para pagar um advogado, a nova-iorquina
estava se defendendo sozinha de um processo aberto pela
RIAA (associação da indústria fonográfica dos EUA).

Patricia gastou US$ 24 mil em sua defesa. Um acordo com a
RIAA sairia por US$ 3.500 Jon Newton, um canadense que
critica as gravadoras em seu site, afirmou ter conseguido
arrecadar US$ 5.699 até agora via internet. O dinheiro será
usado para que a acusada possa contratar um profissional
para sua defesa --o advogado escolhido se chama Jordan
Glass.

Segundo a agência de notícias Associated Press, Newton
disse que o dinheiro veio de "estudantes, músicos, mães,
pais, escritores, garçons, motoristas de ônibus e artistas",
entre outros. "Estamos tentando ajudar Patricia a lutar
contra um inimigo comum: a indústria fonográfica, com
seus bolsos cheios e sua legião de advogados", disse o
internauta.

Antes de destituir seu advogado --em dezembro do ano
passado, Santangelo compareceu ao tribunal sozinha--, ela
gastou cerca de US$ 24 mil para se defender das acusações.
Muitos dos 16 mil internautas acusados pela RIAA entraram
em acordo com a organização. Ela, no entanto, não
concordou em pagar os US$ 3.500 sugeridos, pois negou
ter feito os downloads ilegais.

A mulher fala que, se seus filhos ou os amigos deles fizeram
isso, a culpa é de um programa de troca de arquivos, que
permite ações deste tipo.

A solidariedade é sempre de aplaudir em qualquer
circunstância

1 comentário:

Neo disse...

O problema de esse programas de troca de ficheiros (ou p2p) é que ninguém vende nada a ninguém, só se partilha os ficheiros sejam eles música ou outra coisa. Para além de ser extremamente dificil (se não impossível de fiscalizar estas acções). A França já está a tentar aprovar uma lei que permitirá este tipo de programas só se pagando uma pequena mensalidade em troca.

"Se não os vences, junta-te a eles."
Um Abraço.